terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

11º Retiro de Carnaval - Conchas


Restando apenas 10 dias, as fichas do 11º Retiro de Carnaval de Conchas 2010 estam sendo preenchidas.

Estive recordando a primeira vez em que pisei no Seminário, tudo tão novo, encantador e ao mesmo tempo aquilo me dava um certo 'frio na espinha'. O que sinto hoje, é um baita de um frio na barriga. (risos)
Mas, era estonteante; era novidade no ar. E, quem não sabe que jovem adolescente tem um certo decline com relação á NOVIDADE pairando no ar?!

Bem, a minha experiencia foi tão especial e única que a partir do encontro que tive com Deus, eu nunca mais fui a mesma. Foi uma revolução tão grande no meu interior que meus pais de imediato perceberam, e isso refletiu no meu modo de agir, de me vestir, de falar. Mas, certas atitudes foram acontecendo conforme foram se passando os anos e vindo outros retiros. Cada qual, mais especial que o primeiro, as pessoas que conheci e histórias que vivi lá dentro, eu trago hoje dentro de mim.
Como eu me vestia de preto e sempre amei o estilo 'gótico', me vestia daquele jeitão estranho. Mas, ainda adoro o estilo, o problema que havia ali era muito maior do que pensava que existia; o problema era que na verdade tudo o que sentia pelas pessoas, e até por mim mesma refletia em minhas roupas. PRETO - TRISTEZA. Hoje, quando falo para algumas pessoas que eu me vestia assim, dizem que não acreditam. Mas, como diz uma pregação do Dunga - da comunidade Canção Nova: '- As 5 fases da vida nova em Cristo:

1ª fase: Você será zombado pelos mais próximos de você;
2ª fase: Você passará a ser respeitado;
3ª fase: Você será considerado, as pessoas vão pedir a sua opinião;
4ª fase: Você será admirado;
5ª fase: Você será uma referência.


Gente, como é incrivel tudo isso que aconteceu na minha vida, e pensar que Deus usou de uma forma totalmente 'sedutora'. Eu não contei, eu fui no Retiro de Carnaval aos 15 anos de idade e SOZINHA. Pense!
Sem conhecer ninguem, foi muito solitário posso dizer de passagem. Mas, foi ali, naqueles 5 dias que Deus tocou no mais íntimo do meu ser, eu queria saber quem era ELE e o por quê ELE me conhecia. Eu queria conhecer aquele Deus, que eu conversava só um pouquinho, aquele Homem que era e é meu melhor amigo, e eu nem sabia. Como pode?!
Como entender?!
As perguntas pairavam sobre minha cabeça, e Deus sempre ali do meu lado. Esperando que eu olhasse em seus olhos, e não me perder de tanto amor; mas, sim me encontrar no teu infinito e imenso Amor de Pai. Só sei que 'cara', foi a melhor experiencia de todas. Foi aonde eu percebi, e tenho a resposta para uma frase, que se eu não me engano é de Cecilia Meireles, ou Clarice Lispector.

"Como se encontrar sem nunca se perder?"

Eu me encontrei. E desde então, Deus levou minha vida muito além do que pensei!




Teu amor me transformou!

2 comentários:

josé augusto disse...

é nesse amor que transforma que iremos embarcar mais uma vez, e sentir Deus ser Deus em nós!!!!

Angela Lagôa Cirino disse...

Deeemais !! O.O
nesse mundo temos muitos genios.
mais a genialidade de Deus. só ve qeem ama verdadeiramente ee qem se entrega !! idólatras de outros genios, não reconhecem Deus. pqe a ignorancia chega a tanto qe impéde de ver qão Grande Deus é.
esses idolos da ignorancia são chamados de Ateus.